O pré-natal é a assistência que se dá à mulher a partir do momento em que ela engravida, durante a gestação e o pós-parto. De acordo com a Legislação, o Enfermeiro obstetra, tem respaldo além da realização de parto normal sem distócia, para realização do pré-natal de baixo risco, ou seja, aquele em que a mulher gestante não apresenta nenhuma patologia prévia ou decorrente da gestação como por exemplo: Hipertensão prévia ou decorrente da gestação, diabetes, idade inferior a 15 e maior que 35 anos, entre outros. Na saúde pública, o enfermeiro obstetra acompanha as gestantes de baixo risco até o final da gestação. O pré-natal domiciliar pode acontecer tanto no SUS quanto na rede privada quando falamos em gestantes que estão em repouso. Durante as consultas as dúvidas são sanadas e é realizado o exame físico e avaliação do bem estar na gestante e do bebê que está a caminho. Em tempos se pandemia é uma opção para as gestantes evitando a exposição a locais de alto fluxo de pessoas. O atendimento domiciliar acontece geralmente a partir das 34 semanas de gestação para acompanhamento, vínculo e preparo para o parto. E voltamos a visitar no pós parto também. O antendimento do enfermeiro obstetra não exclui o atendimento médico e sim complementa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Dúvidas?